Cavalos Quarto de Milha – Associação Mundial do Cavalo Quarto de Milha

Cavalos Quarto de Milha – Associação Mundial do Cavalo Quarto de Milha

 

cavalos quarto de milha

Cavalos Quarto de Milha possuem uma pelagem linda e diferenciada

Cavalos Quarto de Milha, hoje em dia, são populares no mundo inteiro. A American Quarter Horse Association (AQHA) tem sua sede em Amarillo no Texas. É uma organização internacional dedicada à preservação, melhoria e manutenção dos registros de todo o mundo ligados a cavalos quarto de milha. Isso também inclui os Cavalos Quarto de Milha Brasileiros e de demais regiões do mundo. A associação também cuidam de grande parte dos eventos realizados com cavalos quarto de milha por todo o mundo. Ainda abriga o Museu da Fama dos Cavalos Quarto de Milha e patrocina programas educacionais.

 

Cavalos Quarto de Milha – História da Associação

 

A organização foi fundada em 1940, em Fort Worth, no Texas e agora tem cerca de 350.000 membros. O AQHA aprova o abate dos cavalos como último recurso para os animais que não podem mais andar ou indesejados.

A Associação dos Cavalos Quarto de Milha Americano (American Quarter Horse Association) nasceu em uma reunião em março, em Fort Worth. A ideia original tinha saído de alguns artigos que foram publicados na década de 1930 sobre a história e as características dos cavalos quarto de milha. Em um artigo intitulado “O cavalo quarto de milha, Antes e Agora” em uma revista de 1939. Setenta e cinco pessoas reuniram-se em 15 de março de 1940 para falar sobre as propostas. A decisão final foi formar uma associação sem fins lucrativos. Trinta e seis pessoas compraram ações na reunião inicial.

cavalos quarto de milha

A força, velocidade e resistência são as principais características da raça

Durante os primeiros cinco anos, a AQHA foi a única associação a registrar conteúdos sobre os cavalos quarto de milha, no entanto, havia controvérsias sobre como estes cavalos eram registrados, bem como a adesão de cavalos quarto de milha não legítimos nos registros. Outro ponto também polêmico foi sobre as corridas, como a associação iria apoiar os criadores e corredores dos cavalos quarto de milha. Estas questões eram para ser aplicadas apenas a cavalos de raça, cavalos quarto de milha puro sangue. Porém os criadores sentiram pelo fato da AQHA aceitar cavalos que não eram puro sangue ao grupo de corridas.

No dia 1 de fevereiro de 1945 eles estabeleceram regras para as corridas, identificações, registros e prêmios para os vencedores de todas as corridas ligadas a associação. Eles também registravam os cavalos quarto de milha em livros genealógicos da AQHA, bem como cavalos puro-sangue. Algumas raças de cavalos que nunca tinham registros por mais de duas décadas, foram registradas pela Associação. O Pintado Joe, um garanhão da APHA (American Paint Horse Assosciation) foi registrado com o AQHA e correu junto com cavalos quarto de milha e até antes deles começarem a correr em pistas.

 

Leia Também:

Dentro AQHA, houve o reconhecimento de que três organizações foram ajudando os proprietários dos cavalos quarto de milha e dentro destas mesmas organizações aconteceram algumas modificações e novos membros aderiram a elas. Em julho de 1949 a AQHA se fundiu com a AQRA e a NQHBA. A AQRA é a Associação Americana dos Cavalos Quarto de Milha para Corrida (American Quarter Racing Association) e a NQHBA é Associação Nacional dos Criadores de Cavalos Quarto de Milha (National Quarter Horse Breeders Association).

Ambas as associações mudaram seus registros para a atual Amarillo no Texas onde formaram a maior associação de proteção aos cavalos quarto de milha.